LHR
Transplante Capilar
Cover Image for As 17 perguntas mais frequentes sobre Transplante Capilar e as respostas dos especialistas!

As 17 perguntas mais frequentes sobre Transplante Capilar e as respostas dos especialistas!

Dr. Augusto Guerreiro

Dr. Augusto Guerreiro

Diretor Clínico e Especialista em Dermoestética e Transplantes Capilares

O Dr. Augusto Guerreiro domina as técnicas mais inovadoras de transplante capilar e está sempre a par das novas tendências de dermoestética. É conhecido por conseguir resultados naturais de excelência. Conheça melhor o Dr. Guerreiro.

Está a pensar realizar um transplante capilar? Então, este artigo que preparámos é para si! Se sofre de queda de cabelo e pondera realizar um transplante capilar, é normal surgirem dúvidas e procurar esclarecê-las antes de avançar com o procedimento. Por isso, reunimos as respostas dos nossos especialistas às perguntas mais frequentes sobre transplante capilar. Continue a leitura e fique a saber tudo o que precisa.

1. Qual é a diferença entre transplante capilar e implante capilar?

A diferença entre ambos é que o transplante capilar realiza-se com os folículos capilares do próprio paciente e, como têm o mesmo código genético, a adaptação é natural. Enquanto o implante capilar usa fios sintéticos e, apesar de biocompatíveis, existe o risco do organismo rejeitar esse material artificial.

2. No transplante capilar pode ser usado cabelo de outra pessoa?

Não. O sistema imunológico do paciente rejeitaria os fios de cabelo após o transplante capilar. Por se tratarem de corpos estranhos, a única forma de mantê-los seria através de medicação contínua, podendo colocar em risco a saúde do paciente.

3. Após o transplante capilar, o cabelo transplantado pode cair novamente?

Não. O cabelo transplantado não voltará a cair de forma permanente, visto que os folículos capilares são extraídos de uma zona imune à alopecia. No entanto, para um pós transplante capilar de sucesso deve seguir as recomendações médicas.

4. Qual a idade mínima e o limite de idade para se fazer um transplante capilar?

A idade mínima recomendada é a partir dos 22 anos. Pacientes abaixo dessa idade devem ser avaliados com precaução. Quanto à idade máxima, não há limite, desde que o seu estado de saúde geral permita, está sempre a tempo de recuperar o cabelo e a sua autoestima.

5. Os pelos da barba podem ser usados para um transplante capilar no couro cabeludo?

Sim. Embora a zona dadora mais comum seja a região occipital e temporal, os pelos da barba podem ser uma boa alternativa, uma vez que têm um padrão de crescimento semelhante ao cabelo e a sua textura grossa ajuda no preenchimento capilar.

LHR

6. O transplante capilar pode mudar a textura do cabelo?

Em geral, o cabelo transplantado mantém as mesmas características genéticas quando provém do couro cabeludo, mas o uso de pelos de outras partes do corpo pode alterar a textura. Contudo, quando o transplante capilar é realizado por um médico experiente e atento aos detalhes, os resultados são sempre naturais.

7. É possível fazer um transplante capilar em pacientes com calvície total?

É uma condição complexa, pode ser necessário realizar primeiro um tratamento capilar, mas só a correta avaliação de um médico especialista pode indicar se é ou não um bom candidato a transplante capilar.

8. Pacientes com alopecia areata podem fazer transplante capilar?

LHR

Em casos de doença autoimune, como a alopecia areata, vitiligo, lúpus ou doenças da tiroide em que a queda de cabelo pode ser reversível, aconselha-se primeiro o controlo da doença e depois um tratamento capilar personalizado.

9. Para realizar o transplante capilar é preciso a raspagem completa do cabelo?

LHR

Depende. Pode ser suficiente a raspagem de uma pequena área da zona dadora. Cabe ao médico equilibrar o desejo do paciente com as condições certas para realizar o transplante capilar.

10. Após o transplante capilar, quanto tempo demora a recuperação?

Nas primeiras 24 horas a seguir ao transplante capilar, deve fazer repouso absoluto e seguir as indicações médicas. Em 15 dias a pele estará cicatrizada e livre de crostas.

11. O transplante capilar é uma opção viável para mulheres que sofrem de perda de cabelo?

Sim. Aliás, o transplante capilar feminino é cada vez mais procurado por mulheres que querem resolver os seus problemas de calvície ou de falta de densidade capilar.

12. Existem riscos associados a um transplante capilar?

O transplante capilar tem os mesmos riscos que qualquer outro procedimento cirúrgico minimamente invasivo, que são evitados pelo profissionalismo médico e o uso de técnicas avançadas.

13. Como é realizado o processo de extração de folículos capilares durante um transplante capilar?

O processo de extração de folículos capilares pode realizar-se com as técnicas:

LHR
  • FUT (Follicular Unit Transplant): com recurso a anestesia local, é removido um excerto de pele da qual são retiradas as unidades foliculares para serem transplantadas.
  • FUE (Follicular Unit Extraction): os folículos capilares da zona dadora são extraídos um a um através de micropunções circulares e são implantados na região calva.

14. No transplante capilar quantos folículos capilares podem ser transplantados de uma vez?

LHR

Com uma equipa de profissionais experientes e acesso a alta tecnologia podem ser transplantados entre 4000 a 4500 folículos capilares e cada unidade conta com 1 a 4 folículos (cada folículo vai produzir um fio de cabelo). Como exemplo, uma cirurgia de 4000 unidades foliculares representa, em média, 9000 folículos.

15. Quantos folículos são necessários para um transplante capilar bem-sucedido?

Depende e varia de caso para caso. Para determinar a quantidade de folículos capilares, o médico especialista avalia alguns fatores:

  • Dimensão da região a tratar;
  • Capacidade da zona dadora: deve ser superior à extensão de calvície;
  • Densidade e qualidade dos folículos capilares.

16. Qual é o custo médio de um transplante capilar?

O custo médio de um transplante capilar ronda os 3000€ e os 6000€. Utilize o nosso simulador e saiba o preço estimado do seu transplante capilar.

17. Qual é a melhor técnica de transplante capilar?

A melhor técnica de transplante capilar combina o método FUE (Follicular Unit Extraction) que já referimos neste artigo, e o FDI (Follicular Direct Implant), ou seja, injeção direta dos folículos no couro cabeludo. As vantagens são:

  • Sem anestesia geral, incisões prévias e suturas;
  • Recuperação rápida;
  • Zona dadora preservada;
  • Resultados naturais, sem marcas visíveis.
LHR

Na Clínica LHR, desenvolvemos um protocolo exclusivo: FUE Premium, que reflete os nossos anos de experiência em transplantes capilares, as melhores práticas (FUE e FDI) e a mais alta tecnologia para oferecer a cada paciente um atendimento único, a solução certa e resultados naturais. Venha conhecer o nosso serviço de alta qualidade e os médicos Dr. Augusto Guerreiro, Dr. Jorge Freitas e Dra. Morena Romano, com experiência comprovada, são nomes de referência em medicina capilar. Marque já a sua consulta de avaliação de transplante capilar gratuita e sem compromisso e saiba se esta é a solução certa para si.

RECEBA ARTIGOS E NOTÍCIAS MÉDICAS DA CLÍNICA LHR

Fique sempre a par de todas novidades das áreas da Medicina Estética e Capilar.

Medicina Capilar

Medicina Estética

Contactos

Av. da Liberdade, Nº 144, 8º Direito
1250-146 Lisboa
(+351) 211 974 400(Chamada para a rede fixa nacional)
(+351) 915 057 129(Chamada para a rede móvel nacional)
2ª a 6ª feira das 10h00 às 18h00

4.9 - Based on User Reviews

© 2024,

Clínica LHR. Todos os direitos reservados. Website desenvolvido por Made2Web Digital Agency.