fbpx
Logo Clinica LHR
telefone   +351 211 974 400 |  whatsapp
Logo Clinica LHR
Conheça os 4 principais tipos de queda de cabelo, quais as suas características e como podem ser tratados

Voltar a artigos

A queda de cabelo é um problema de saúde que afeta tanto homens como mulheres. No entanto, sabia que a queda de cabelo pode ter várias origens e assumir diferentes tipos?

Continue a ler este artigo e perceba a verdadeira definição de queda de cabelo, assim como os vários tipos de queda de cabelo que existem e o que os caracteriza. Descubra ainda o tratamento ou solução adequada para cada um deles.

No final do artigo, ficará a saber:

  • o que é a queda de cabelo e como se manifesta;
  • os vários tipos de queda de cabelo;
  • quais os tratamentos que podem corrigir o problema.

 

O que é a queda de cabelo?

O ser humano perde, por dia, até 100 fios de cabelo. Este é um processo normal e que deve ser encarado com naturalidade. No entanto, quando o número apresenta oscilações ascendentes de forma frequente, podemos afirmar que estamos perante um quadro de queda de cabelo, que é então a perda elevada de fios de cabelo durante um longo período de tempo.

A queda de cabelo pode ocorrer durante semanas e verificar-se tanto pela perda de fios na lavagem, ao pentear ou na almofada, assim como pela perda de densidade capilar e espaçamento entre os cabelos.

Esta queda excessiva pode ter como origem vários situações, tais como:

  • dieta desequilibrada;
  • stress;
  • febre;
  • infeções;
  • intervenções cirúrgicas;
  • doenças endócrinas e alterações hormonais;
  • doenças crónicas graves;
  • a toma de certos medicamentos;
  • o período pós-parto;
  • genética.

Dependendo da sua origem, a queda de cabelo pode (ou não) ser revertida através de uma boa higiene capilar, uma dieta direcionada e medicamentos. No entanto, existem alguns tipos de queda de cabelo que requerem uma abordagem mais agressiva. Continue a ler para saber mais.

 

Tipos de Queda de Cabelo

 

Eflúvio Telógeno

Este tipo de queda de cabelo é provocado por períodos de grande stress ou impacto no corpo. Manifesta-se por uma queda de cabelo temporária, que poderá depois ser revertida.

Em casos de eflúvio telógeno, os folículos capilares param de crescer de forma prematura e entram num período de repouso. Após este período, o cabelo cai, sendo que existe depois uma recuperação natural do cabelo, na maioria dos casos. Pode também existir a necessidade de alguma intervenção medicamentosa para ajudar a recuperar o seu crescimento.

Causas: alterações hormonais, cirurgias, doenças crónicas, stress psicológico, medicação.

 

Queda de Cabelo Auto-Induzida

Tal como o nome indica, este tipo de queda de cabelo advém de comportamentos nefastos da própria pessoa que, de forma consciente ou inconsciente, arranca os fios de cabelo diretamente do seu couro cabeludo. Pode assumir duas formas:

Tricotilomania: provocada pelo ato de puxar e arrancar continuamente fios de cabelo.

Causas: problemas do foro psicológico.

Alopecia por tração: um tipo de queda de cabelo auto-induzida pelo uso de certos tipos de penteados, tais como rabos-de-cavalo ou tranças.

Causas: penteados que colocam em causa a integridade dos folículos capilares

Alopécia

A alopécia é um tipo de queda de cabelo que resulta do enfraquecimento capilar geral. Pode assumir duas formas:

 

Alopécia Androgenética

Também conhecida como calvície, este tipo de queda de cabelo tem uma origem genética e está muito ligada ao processo hormonal de cada pessoa. Tanto nos homens como nas mulheres manifesta-se principalmente no topo da cabeça, com um padrão típico nos homens (entradas e/ou coroa) e de forma mais difusa nas mulheres.

Causas: herança genética.

 

Alopecia Areata

A alopécia areata é um tipo de queda de cabelo com origem auto-imune. O que é que isto significa?

Numa doença auto-imune, o sistema imunitário ataca o próprio corpo. No caso da alopecia areata, os glóbulos brancos (ou leucócitos), responsáveis pela proteção imunitária, atacam os folículos capilares, reconhecendo-os como um organismo estranho e que precisa de ser eliminado. Isto faz com que o cabelo pare de crescer e entre na fase telógena (de repouso). Cerca de três meses mais tarde, o cabelo começa a cair e só quando os leucócitos param de atacar os folículos é que estes conseguem regenerar-se e dar origem a novos cabelos. Os primeiros sintomas da alopecia areata surgem na forma de uma mancha redonda de diâmetros variáveis.

Este tipo de queda de cabelo pode afetar tanto homens como mulheres, no mesmo grau de severidade, e tem várias formas:

  • Alopecia areata: pequenas manchas de perda de cabelo no couro cabeludo.
  • Alopecia totalis: perda de cabelo no couro cabeludo.
  • Alopecia universalis: perda de cabelo e de pêlos corporais.

Causas: doença auto-imune.

 

Como tratar os vários tipos de queda de cabelo?

Não existe, ao dia de hoje, um tratamento universal para todos os tipos de queda de cabelo. Enquanto alguns casos são revertidos de forma natural ou através de medicamentos e bons hábitos de cuidados capilares, como é o caso do eflúvio telógeno ou da queda de cabelo auto-induzida, outros casos, como a alopécia androgenética e areata, necessitam de tratamentos mais agressivos. Um dos tratamentos mais utilizados é o transplante capilar, que poderá ser encontrado na Clínica LHR.

 

Transplante capilar como solução para a falta de cabelo

Quando já não existe forma de reverter os danos provocados pela alopécia, o transplante capilar é uma das soluções mais indicadas para a sua resolução.

O transplante capilar, muitas vezes confundido com implante capilar, é feito através da colheita de unidades foliculares de uma região corporal da própria pessoa, que vão depois ser implantadas nas áreas onde existe a queda de cabelo.

Se acha que o transplante capilar poderá ser a solução para o seu problema de queda de cabelo, preencha o nosso formulário e receba em tempo real uma estimativa de orçamento para o seu tratamento. A consulta de avaliação de transplante capilar é gratuita – não há motivos para não marcar!

Comece a cuidar da sua autoestima hoje, com a ajuda da clínica LHR.

Marque já a sua consulta na Clínica LHR

Doutor Augusto Guerreiro

Dr.Augusto Guerreiro

Saber mais sobre o Doutor

Siga-nos nas Redes Sociais

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.